quarta-feira, 24 de março de 2010

Amor no paraíso


Linda flor nativa
Sereia do canto doce
De olhar encantador, de voz ativa
O melhor dos amores que o vento me trouxe

Uma beleza incomum
Um olhar fixo e sedutor
Senti que éramos um
Naquela fria noite quente de amor

No céu, explodiam os fogos
Na cama, explodíamos nós
A união de diferentes povos
O encontro das águas da foz

É disso que eu preciso
E pensei em me mudar,
Caminhar de volta ao paraíso,
Tentando me encontrar

No fim alaranjado de mais uma tarde
Chegarei de surpresa,
Sem fazer nenhum alarde
Pra acabar com toda essa tristeza


Maurício Tovar Junior

É um eterno carnaval


É um eterno carnaval,
recheado de alegria,
Um orgasmo emocional
que é sentido todo dia

Uma energia que invade
Que une e contagia,
O ciclo de amizade
Ao prazer da bohemia


Entre os risos,cigarros e poesia
os Problemas se dissolvem
na minha taça já vazia,
Ocupações que nunca morrem, plena fantasia

É um eterno carnaval
recheado de alegria
mas é pura alegoria
Amanhã, tudo voltará ao normal

Todos bebendo novamente,
sorrindo, fazendo versos,
felizes inconsequentes
contemplando seus distintos universos