quinta-feira, 1 de julho de 2010

Foi Maior


E agora, o que posso fazer?
Sem o controle da situação,
sem o domínio desse coração,
que logo irá me entristecer?

Sem o direito
de interferir na tua vontade
Mas com o respeito
De uma estranha lealdade.

Eu te dei amor demais,
te levei à beira do mar
pra ver a lua do cais.
E nos meus braços, te vi chorar.

Chorar de emoção,
no nosso íntimo amor.
Toquei no fundo do seu coração,
e te tratei como uma flor.

Sem ter a tua mão
pra segurar com orgulho,
Bate no peito a ilusão
desse incerto mergulho.

Só me perdi na dúvida,
Se foi ou não real,
essa paixão tão lúcida,
Prazer maior...sentimental

Fui enganado pela minha lucidez,
só agora eu trasnponho.
Foi lindo! Era uma vez...
apenas um sonho.


Maurício Tovar Junior

Nenhum comentário: