quinta-feira, 27 de junho de 2013

...
















Quando seus olhos miraram nos meus
E tua luz penetrou em minh'alma
Senti-me realizado, com um anjo diante de deus
Absorvendo e reluzindo puro amor,paz e calma

Quando ouvi seu primeiro riso
E sua alegria multiplicou a minha
Veio à Terra, todo o Paraíso
Sacramentar o solo em que a gente caminha

E quando te vi se levantar
Apoiado em sua própria força ainda incontrolada
Ouvi o grito de um guerreiro ecoar
No silêncio engasgado pelo início daquela sua jornada


Eu te vi sair do ventre
E quando você abriu os olhos
e te peguei com um lençol
os meus, brilharam como o Sol
num lacrimejar incomum
E daquele momento em diante, nos tornamos para sempre
Apenas Um.


Maurício Tovar Junior