quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Talvez, quem sabe...



Talvez eu tenha falhado

por querer estar sozinho
e também querer-te ao meu lado,
pois tenho medo deste caminho

Talvez apenas me deixei cair
num mar de paixões sob as estrelas
pra novamente, me fazer sorrir
quebrar contigo, minhas próprias barreiras

Talvez depois tanto mal feito
Eu já não sabia amar direito..
Te pus numa roda da fortuna
desmantelada e inoportuna

Incoerência de pensamentos e ações sem nexo
Caminhando desatento...
Tempo fechado pra puro sentimento
e nublado pelo sexo.

Mas nem sempre a gente resiste
porque a razão é refém do peito
...eu nem durmi direito
Pensando se aqui, o amor ainda existe.

Quem sabe um dia eu consiga
desfazer todo esse dessabor
E talvez um dia novamente eu diga...
que por ti, senti de novo, um novo amor.

Maurício Tovar Junior

Nenhum comentário: